A importância do colágeno no organismo

Antes de apresentar outras informações sobre o colágeno, necessária se faz a definição do que ele é.

Trata-se de proteína do tipo fibrosa, encontrada principalmente nos tecidos conjuntivos (cartilagens e ossos bovinos).

O colágeno tem, deste modo, grande importância no organismo.

Produção natural + suplementação

 

Naturalmente produzidos pelo organismo, os níveis do colágeno, com o passar dos anos, todavia, começam a diminuir, resultando no aparecimento de linhas de expressão, rugas, aumento da flacidez, entre outras questões.

Para suprir, pois, a deficiência da produção natural de colágeno, especialistas recomendam a suplementação através da ingestão de colágeno.

 

Funções do colágeno

 

O colágeno contribui para a elasticidade e a resistência da pele, unhas e cabelo.

Ao mesmo tempo é responsável pela constituição das fibras que sustentam os tecidos do corpo, caso de ossos, músculos, tendões e articulações.

É fundamental, portanto, para a pele, uma vez que a perda da proteína (colágeno) prejudica a firmeza e a elasticidade dela.

 

Outras funções do colágeno

 

Além de ser proteína que está presente no corpo, o colágeno também é encontrado em alimentos, tanto de origem animal quanto vegetal.

A proteína é associada à melhor firmeza da pele, à proteção para as articulações, ao auxílio no tratamento contra a osteoporose, à prevenção ao envelhecimento e, ainda, à proteção contra úlcera gástrica. O consumo dela, em outras palavras, é bastante recomendado.

Compostos bioativos

 

Muitos alimentos possuem características ou compostos bioativos que oferecem benefícios à saúde. O colágeno natural é um deles.Está aí, pois, questão que pesa a favor do seu consumo.

 

Alimentos, fontes de colágeno natural

 

Existem vários alimentos que produzem colágeno, entre eles, os principais são a gelatina e a soja.

O colágeno costuma ser incorporado a alguns alimentos pela indústria para fornecer características de firmeza e consistência gelatinosa. Quando são ingeridos estes alimentos, todavia, o colágeno presente neles é quebrado em compostos diferentes, formando proteínas inespecíficas, que, ao final, acabam não sendo aproveitadas pelo organismo ou desempenham outras funções e não promovem os benefícios como a melhora de aspectos da pele, unhas, cabelo e articulações.

 

Alimentos ricos em colágeno

 

O consumo de alimentos naturais ricos em colágeno é indicado para as pessoas que buscam alimentação saudável.

Por ser proteína, portanto, o colágeno ajuda na manutenção da massa magra e oferece saciedade, ajudando o processo de emagrecimento e a recuperação em procedimentos cirúrgicos.

 

Benefícios das proteínas

 

O colágeno consumido através da alimentação gera os mesmos benefícios de todas as proteínas presentes na dieta.

 

Suplementação de colágeno

 

Existem diferentes tipos de colágeno. Os principais são os colágenos:

  • Suplementos não-específicos (hidrolisado).
  • Suplementos específicos (peptídeos bioativos).

 

Diminuição natural

 

A queda na produção endógena (própria do corpo) de colágeno começa, geralmente, aos 30 anos, diminuindo cerca de 1% da concentração a cada ano que passa. Nesta idade, se a pessoa tiver alimentação balanceada, adequada em proteínas, não é necessária a suplementação.

 

Necessidade da suplementação

 

Se houver, entretanto, abuso de exposição solar, consumo excessivo de carboidratos, bebidas alcoólicas, cigarro e estresse, torna-se oportuno considerar a suplementação de colágeno para prevenir os sintomas do envelhecimento, que atingem unhas e cabelo, tornando-os mais frágeis; rugas e estrias na pele, perda de massa magra, enfraquecimento de ossos e de  articulações.

Alimentos nocivos à imunidade

 

Sem depender diretamente da idade

 

Para pessoas que praticam atividade física intensa ou com frequência, com a finalidade de evitar o desgaste das articulações, a suplementação é indicada sem, no entanto, levar em conta a idade.

De outro modo, por ser excelente aliado no processo de regeneração e cicatrização de lesões causadas por fraturas ou pós-cirurgias, a suplementação é, igualmente, indicada.

Dose recomendada de colágeno

 

Os suplementos de colágeno não são todos iguais, por esta razão, as doses recomendadas para cada tipo de suplemento também são diferentes.

O ideal é consultar um profissional de Saúde para avaliar o melhor tipo de colágeno para o objetivo pretendido, bem como, seguir a recomendação da porção sugerida no rótulo do suplemento.

 

Recomendação diária

 

Na maioria dos suplementos, a recomendação diária sugerida é de 2,5 gramas para o colágeno hidrolisado específico ou, nove gramas para os colágenos hidrolisados não-específicos e para os específicos do tipo 2.

 

Apresentação dos suplementos

 

Os suplementos podem ser apresentados em comprimidos quando a dose indicada é baixa ou em pó.

Normalmente, são armazenados em sachês ou em potes com medidor.

Ação comprovada

 

O colágeno hidrolisado de peptídeos bioativos, com recomendação para a pele, tem comprovação científica de resultados amplamente positivos após oito semanas de uso, consumindo 2,5 g por dia.

O colágeno verisol é o mais indicado por médicos e nutricionistas para combater o envelhecimento da pele e para fortalecer as unhas.Por isto, em havendo a necessidade, o ideal é optar por este tipo de colágeno.

https://blog.vhita.com.br/colageno-natural/

Derme tem 70% de colágeno

 

Dermatologistas lembram que as pessoas nascem com grandes quantidades de colágeno. A derme, por exemplo, é composta por mais de 70% dele, mas, a idade faz com que a produção diminua e, consequentemente, as estruturas celulares enfraqueçam.

Segundo especialistas, por volta dos 30 anos de idade, os níveis da proteína começam a cair, havendo, a partir daí, portanto, a necessidade da sua suplementação.

A perda de colágeno mostra, visivelmente, os sinais de envelhecimento.

Retardamento da perda de colágeno

 

Mesmo com a perda natural, existem fatores que favorecem a diminuição do colágeno, como a exposição excessiva ao Sol.

Por este motivo, cuidar da pele é essencial para retardar o processo de envelhecimento.

 

Consequências da falta de colágeno

 

O declínio natural dos níveis de colágeno, em conjunto com fatores ambientais nocivos, caso dos raios UV e da poluição, geram flacidez, perda de elasticidade, linhas finas, rugas e pele áspera e fina, que, geralmente, se torna, por isto mesmo, mais suscetível a danos.

O que é preciso saber sobre o colesterol(Abre numa nova aba do navegador)

Recomendações importantes

 

Fazer uso diário de protetor solar facial e, em todo o corpo nos dias de praia e piscina, bem como manter alimentação balanceada, são medidas, portanto, que ajudam o organismo a sintetizar e a preservar o colágeno.

Adquire importância, ao mesmo tempo, a necessidade de se incluir na dieta, alimentos ricos em nutrientes como ômega 3  (presente em pescados); licopeno (encontrado no tomate, na acerola, na beterraba, entre outros) que inibe a colagenose (enzima que destrói o colágeno).

O mesmo acontece com a necessidade da ingestão das vitaminas A e C.

 

Reabastecimento

 

O colágeno mantém a pele firme e elástica, por isto, o reabastecimento adequado por meio de suplementos da proteína hidrolisada traz benefícios visíveis, como a hidratação e o brilho, bem como a melhora da aparência das linhas de expressão, de rugas e da flacidez, conforme asseguram dermatologistas.

 

https://saude.abril.com.br/bem-estar/colageno-entenda-o-que-e-e-esclareca-suas-duvidas/

 

 

Responsabilidades do colágeno

 

O colágeno, proteína produzida pelo organismo, tem várias atribuições a desempenhar. Entre elas, reforça ossos e músculos e auxilia a evitar o envelhecimento.

O colágeno, por esta razão, é muito importante para o corpo. É a proteína mais abundante no organismo, representando cerca de 25% de toda a proteína corporal, constituída, principalmente, pelos aminoácidos, sendo o principal elemento fibroso da pele, ossos, tendões e dentes.

Em quantias variáveis, está presente em quase todos os órgãos. Tem como principal função, pois, dar sustentação e elasticidade à pele, ossos, cartilagens, tendões e aos ligamentos.

Quando fazer a reposição de colágeno

 

A diminuição da espessura dos fios de cabelo, o enfraquecimento das unhas, a pele fina e desidratada e o aumento da flacidez são sinais, portanto, que servem como o alerta para iniciar a suplementação.

 

Modo de reposição

 

O colágeno é reposto no organismo por meio de alimentação equilibrada, fonte de proteínas e da suplementação específica.

 

Aspectos prejudiciais

 

Alguns elementos prejudicam a renovação celular e aceleram o processo de envelhecimento, caso do cigarro, do estresse, da exposição excessiva ao Sol, da falta de sono, da má hidratação e da alimentação desequilibrada.

 

Prevenção à osteoporose e à osteoartrite

 

Para melhorar a qualidade de vida, auxiliando a prevenção à osteoporose, bem como diminuir as dores em pacientes com osteoartrite, a recomendação é a suplementação com colágeno hidrolisado, associado à dieta equilibrada, colorida e variada, bem como à prática de exercícios físicos para ganho e manutenção de massa muscular.

 

Predominância nas mulheres

 

As mulheres são as que mais sofrem com a perda de colágeno. Isto ocorre porque apresentam quantidade menor da proteína no corpo.São elas, portanto, que precisam estar mais atentas a este quadro de insuficiência.

Há que se somar, ainda, a deficiência de estrogênio que ocorre no sexo feminino por volta dos 45 a 50 anos, fato que faz com que haja diminuição da quantidade das células responsáveis pela produção do colágeno, que, junto com outra proteína, a elastina, é responsável pela sustentação da pele.

 

Como consumir o colágeno

 

A ingestão oral mais eficiente ocorre na forma hidrolisada.

A velocidade e a quantidade com que a proteína no colágeno hidrolisado é absorvida são maiores quando comparadas ao não-hidrolisado, por causa do reduzido tamanho das cadeias peptídicas, que facilitam a absorção.

 

Fibra de colágeno em pó

 

A partir do colágeno são obtidos o colágeno parcialmente hidrolisado (gelatina) e o colágeno hidrolisado.

A fibra de colágeno em pó tem maior percentual de proteína.

O colágeno hidrolisado é apresentado na forma de pó, de cápsulas ou de balas/jujubas.

 

Vitamina C auxilia a absorção do colágeno

 

A vitamina C está diretamente ligada na síntese de colágeno. Por esta razão, é fundamental para manter o tônus e a firmeza da pele.

Para que haja síntese adequada de colágeno há a necessidade que aconteça a associação entre a vitamina C e a ingestão adequada de proteínas para o fornecimento dos aminoácidos que constituem o colágeno.

 

Associação com antioxidantes

 

Associando o colágeno ao licopeno (tomate, frutas vermelhas), à vitamina E (alimentos de folha verde-escura, gérmen de trigo, castanha e nozes) e ao betacaroteno (batata-doce, cenoura, abóbora, pimentão, brócolis, couve e espinafre), que são potentes antioxidantes, há, deste modo, grande reforço para o processo de combate ao envelhecimento celular.

 

Colágeno na prevenção e tratamento de doenças

 

Estudos mostram que a ingestão de colágeno hidrolisado auxilia o tratamento da deficiência de cálcio e aumenta a densidade óssea, contribuindo para a prevenção à osteoporose.

Pesquisas também concluíram que o colágeno hidrolisado reduz a dor em pacientes que sofrem de osteoartrite e tem, portanto, potencial para a redução de radicais livres, bem como, na atuação contra a hipertensão.

 

Benefícios do colágeno

 

Produzida naturalmente pelo corpo, a proteína do colágeno também é encontrada em alimentos como gelatina, em cremes hidratantes ou, em suplementos alimentares, em cápsulas ou em pó, melhorando, com isto, a saúde em geral.

 

Quando fazer a suplementação

 

Os suplementos de colágeno devem ser usados quando a concentração da proteína diminui no corpo, causando sintomas como:

  • Diminuição da espessura dos fios de cabelo.
  • Aumento da flacidez e perda de elasticidade da pele.
  • Surgimento de rugas e de linhas de expressão.
  • Aparecimento de estrias.
  • Pele fina e desidratada.
  • Diminuição da densidade dos ossos, como nos casos de osteopenia (ausência da produção de novo osso) e osteoporose, por exemplo.
  • Enfraquecimento das articulações e dos ligamentos.

Quando surgirem, então, estes sintomas, há a necessidade suplementação para ajudar a balancear os níveis de colágeno no corpo.

 

Suplementação acompanhada

 

Os produtos ricos em colágeno são especialmente importantes a partir dos 50 anos de idade, quando ocorre redução drástica na produção de colágeno, fato que, ao longo do tempo, gera aparência cada vez mais envelhecida.

A suplementação, porém, somente deve ser feita com acompanhamento de médico ou nutricionista, pois muitos suplementos de colágeno hidrolisado apresentam combinação de diferentes aminoácidos, vitaminas e minerais.

 

Outros benefícios do colágeno

 

Alguns dos principais benefícios do colágeno para o organismo são:

  • Previne o aparecimento de celulite.
  • Fortalece as unhas.
  • Fortalece o cabelo e melhora o aspecto.
  • Diminui o surgimento de estrias.
  • Aumenta a elasticidade da pele.
  • Previne e retarda o surgimento de rugas e linhas de expressão.

 

Mais benefícios

 

Além de dar firmeza à pele, prevenir o aparecimento de celulite, o colágeno também atua no tratamento da pele, já que, com a pele mais firme, os nódulos da celulite tendem a não aparecerem tanto.

 

Como repor o colágeno naturalmente

 

Alimentação rica em nutrientes com colágeno ajuda a repor o colágeno no organismo.

Por isto, torna-se importante consumir alimentos ricos em colágeno como:

  • Carnes brancas.
  • Gelatina.
  • Geleia de mocotó.

Forma de combater envelhecimento

 

A melhor forma de combater o envelhecimento e manter a pele bem firme é consumir diariamente os alimentos acima citados ou suplementos alimentares de colágeno hidrolisado em cápsulas, pó ou comprimidos.

Esta atitude vai ajudar a repor os níveis de colágeno no corpo.

Consórcio com alimentos

 

Necessário se faz que se tome a suplementação de colágeno junto com alimentos ricos em vitamina C, caso da laranja, do kiwi, do abacaxi ou do mamão, porque a vitamina C é a responsável em permitir a absorção do colágeno pelo organismo.

 

Duração de tratamento

 

O tratamento com o suplemento de colágeno deve feito durante período mínimo de nove meses, sendo recomendada dose máxima diária de nove gramas de colágeno.

 

https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2017/10/19/colageno-e-indicado-a-partir-dos-35-para-evitar-desgaste-da-cartilagem.htm?cmpid=copiaecola

 

Alimentos ajudam a deixar a pele perfeita

 

Muita gente tem curiosidade em saber o segredo de uma pele lisinha e bonita. A resposta é fácil e simples: colágeno!

Quem gosta de cuidar da pele e tem medo do envelhecimento precoce precisa saber que colágeno é o grande segredo para manter a pele saudável, bonita e enrijecida.

O que pouca gente sabe, contudo, é que o colágeno não está apenas nos cosméticos ou nas cápsulas que são comercializadas por estabelecimentos do gênero.

Alimentos que fazem parte do dia-a-dia são ricos em colágeno ou em nutrientes que estimulam a produção natural de colágeno pelo próprio corpo.

 

Gelatina

 

Além de ser sobremesa perfeita para quem está de dieta, a gelatina também é rica em colágeno. É importante também porque é fonte de vitaminas e proteína, o que a torna um dos alimentos mais benéficos à pele.

 

Ovo

 

O preferido de muitas dietas não é “queridinho” à toa. Por ser rico em proteína, o ovo estimula a produção de colágeno, que atua diretamente contra a flacidez da pele e auxilia o enrijecimento muscular.

 

Leguminosas e folhas escuras

 

Vegetais de cor verde-escura como, por exemplo, espinafre, brócolis, couve, rúcula e agrião, além das leguminosas, como feijão e lentilha, são ótimas fontes de ácido fólico.

Este nutriente, segundo especialistas, é responsável, portanto, pela formação de proteínas no corpo e, claro, de colágeno.

Salada, a propósito, faz bem à pele.

 

Frutas ácidas

 

Alimentos vermelhos e cítricos são ricos em vitamina C, que ajuda na síntese de colágeno. Abacaxi, laranja, limão, frutas vermelhas, tangerina e muitas outras frutas são ótimas para a pele.

Elas também são fontes de flavonoides, que têm ação antioxidante e atuam contra o envelhecimento precoce, fortalecendo as células e deixando a pele mais jovial.

 

https://areademulher.r7.com/beleza/5-alimentos-que-sao-fontes-de-colageno-e-deixam-a-pele-perfeita/

 

Como fazer uma alimentação rica em colágeno

 

Os alimentos mais ricos em colágeno são as proteínas e a gelatina convencional.

 

Cardápio rico em colágeno

 

Para garantir a quantidade de colágeno é preciso consumir alimentos ricos em colágeno todos os dias.

Leite, pão integral, ovo, queijo branco, morangos,

gelatina, castanhas, frango grelhado, abacaxi, arroz integral, ervilha, alface, tomate, pepino, azeitonas e manga são alguns alimentos ricos em colágeno.

Suco verde de couve, maçã e limão, torradas integrais, aveia, leite de soja, cacau em pó e mamão, da mesma forma, são ricos em colágeno.

 

Outros alimentos ricos em colágeno

 

Macarrão integral, molho de tomate, berinjela, cenoura, beterraba, cebola, azeite extravirgem, iogurte natural, granola e banana também fazem parte da relação de alimentos ricos em colágenos.

Peixes de escamas cozidos com batata, cenoura, repolho e cebola, de semelhante modo, também ajudam a ter pele saudável e bonita.

O abacate também é fonte de colágeno.

 

Consumo máximo

 

O colágeno hidrolisado é o mais eficaz para manter a firmeza da pele, já que pequena quantidade do produto contém grande concentração de colágeno puro, sendo totalmente absorvido pelo organismo.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o consumo de nove gramas de colágeno por dia para adultos.

O colágeno hidrolisado, enriquecido com zinco, vitamina A, C e E, deve ser consumido com água, suco, leite ou sopa.

 

Sensação de saciedade

 

Tomar colágeno emagrece já que gera a sensação de saciedade. Isto acontece porque se trata de proteína que permanece no estômago por muito tempo até ser digerida.

 

Qual é o melhor colágeno?

 

Com vários tipos de colágeno disponíveis no mercado é natural que muitas pessoas fiquem em dúvida: colágeno hidrolisado, não-hidrolisado, tipo 2 (UC2), verisol?

É melhor tomar colágeno em pó ou em cápsulas?

Antes de definir qual o melhor colágeno é preciso entender quais as diferenças entre as várias opções.

 

Colágeno hidrolisado x colágeno não-hidrolisado

 

Qualquer suplemento de proteínas pode ser hidrolisado (fenômeno químico em que uma molécula é quebrada em menores com a presença de água).

O colágeno hidrolisado recebe a preferência porque a

proteína é ofertada em menores partes para facilitar a absorção.

O peptocolágeno é tipo de colágeno superhidrolisado chegando a ter peptídeos (menores partes de proteína), formando conjunto de aminoácidos.

 

Vantagem do colágeno hidrolisado

 

O Instituto Adolfo Lutz realizou estudo que descobriu que a principal vantagem do colágeno hidrolisado é o alto teor de glicina e prolina, aminoácidos imprescindíveis para a estabilidade das cartilagens, bem como para a regeneração delas.

Segundo estudiosos, para deixar a pele mais firme, prevenir rugas e flacidez, o melhor é o colágeno hidrolisado.

Além disto, ele faz os fios de cabelo crescerem mais fortes, brilhantes e hidratados.

 

Absorção

 

Tal como acontece com qualquer outra proteína, o colágeno é digerido e absorvido em forma de aminoácidos.

 

Não-hidrolisado

 

O colágeno não-hidrolisado também é vantajoso.

Tipos específicos de suplemento de colágeno não-hidrolisado contêm a proteína intacta em pouca quantidade, mas, mesmo assim, é supereficaz para as articulações, por exemplo.

 

Colágeno verisol

 

O colágeno verisol foi desenvolvido especificamente para atuar na pele. É combinação de peptídeos bioativos de colágeno produzida por meio de tratamento por enzimas.

Possui partes únicas da proteína do colágeno hidrolisado específicas para atuar nas células da derme.

Os resultados são comprovados por pesquisas clínicas e milhares de pessoas utilizam este produto.

Suaviza os sinais e a linha de expressão na pele, restaurando a hidratação e elasticidade.

Não tem efeitos colaterais e nem é invasivo como alguns tratamentos estéticos.

 

Colágeno tipo 2

 

O colágeno tipo 2, também conhecido como UC-2, é específico para as articulações.

Dentre os mais de 20 tipos de colágenos produzidos pelo corpo, o tipo 2 é o mais abundante na cartilagem das articulações.

O tipo 2 também gera benefícios para tratar a osteoartrite, o tipo de artrite mais comum.

 

Colágeno com vitamina C?

 

O suplemento de colágeno com vitamina C é bastante comum, porque a vitamina é fundamental para a produção de colágeno na pele e ossos.

A vitamina C, portanto, melhora o aproveitamento do colágeno pelo corpo.

Por ser antioxidante a própria vitamina C já protege o colágeno existente na pele, articulações, cabelo e ossos.

 

Colágeno em pó ou colágeno em cápsulas?

 

Eis aí uma dúvida muito comum.

É melhor tomar colágeno em pó ou em cápsulas?

Os suplementos de colágeno são apresentados, principalmente, em duas formas: cápsulas e pó.

A diferença predominante é a concentração de colágeno por porção, que é muito maior nas opções em pó.

Além disto, o colágeno em pó é mais fácil de ser consumido misturado em líquidos e refeições.

Já a vantagem dos suplementos em cápsulas é a facilidade de serem transportados.

Além disto, as versões em cápsulas podem ser fracionadas, sendo mais fácil ajustar à necessidade diária.

É preciso fazer a escolha considerando que a suplementação de colágeno é mais eficaz se for feita continuamente, razão pela deve ser adequada à rotina e à preferência de cada um.

Recomendações antigas

 

Até há pouco tempo, nutricionistas recomendavam apenas o colágeno em pó. Isto porque os colágenos em cápsulas existentes no mercado eram do mesmo tipo, apenas com o pó sendo colocado numa cápsula.

O colágeno em pó ainda é mais potente do que o colágeno em cápsulas, mas, existem novas tecnologias na produção da proteína que estão ganhando cada vez mais espaço no mercado.

Com isto, surgiram novas e melhores cápsulas de colágeno.

Atualmente, existem suplementos específicos contendo apenas colágeno para pele ou para as articulações.

 

Colágeno hidrolisado em pó

 

Tipos especiais de colágeno em cápsula são, atualmente, mais eficazes do que o pó. E, melhor, com poucas cápsulas, torna o tratamento eficaz e mais fácil de ser seguido.

 

Colágeno emagrece?

 

Por ser proteína e desempenhar função parecida com as fibras vegetais no corpo, o colágeno em pó gera saciedade, porque preenche o estômago.

Também contribui para o funcionamento do intestino.

É preciso ter cuidado, todavia, com os ingredientes do suplemento. A presença de corantes e maltodextrina ou açúcar não é benéfica para o emagrecimento.

Os colágenos em cápsula contêm teor mais baixo da proteína, não sendo tão eficazes para gerarem saciedade.

 

Colágeno hidrolisado engorda?

 

O suplemento de colágeno não vai causar o acúmulo de gorduras, porém, é preciso ter bastante cuidado com o excesso de aditivos químicos, até mesmo em suplementos nutricionais.

Isto pode acabar prejudicando o corpo, quando consumido em excesso.

 

Fórmula do exercício físico

 

Quando se trata de assuntos como engordar ou emagrecer, a velha fórmula de exercício físico, aliada à alimentação equilibrada, ainda é a recomendação mais útil.

 

Colágeno para cabelo

 

Da mesma forma como o colágeno hidrolisado em pó é excelente para a pele, também é ótimo para o cabelo. Ajuda a hidratar, combate o frizz, protege os fios de quebras e promove o crescimento forte e saudável.

 

Melhor colágeno para articulações e ossos

 

O melhor colágeno para articulações e ossos é o colágeno tipo 2 não-hidrolisado.

O suplemento protege as articulações de sofrerem novas degenerações.

O colágeno hidrolisado contendo peptídeos bioativos também funciona bem nas articulações.  Pode ser consumido junto com o colágeno tipo 2. Enquanto o hidrolisado protege, os peptídeos ajudam na regeneração da cartilagem.

 

https://www.lojafolhaverde.com.br/pagina/qual-o-melhor-colageno-hidrolisado-tipo-2-verisol-em-po-ou-capsulas.htm

 

 

Finalidade estética

 

O colágeno hidrolisado costuma ser indicado para fins estéticos porque melhora a elasticidade da pele, reduz a flacidez e auxilia na diminuição de rugas e de celulites, além de fortificar as unhas e o cabelo.

Também contribui para melhorar a saúde das articulações, pois, ao fazer uso do suplemento, o corpo distribui a proteína e a repõe onde houver carência.

 

Escolha segura

 

Para fazer escolha segura é importante saber claramente qual é o objetivo a ser alcançado com o uso do colágeno, uma vez que seus benefícios são variados.

Profissionais afirmam que o colágeno hidrolisado, quando apresentado na forma de peptídeos, é mais bem absorvido pelo organismo.

O fato acontece porque os peptídeos de colágeno resultam da quebra das proteínas de colágeno em partículas menores.

 

Apresentação

 

O colágeno hidrolisado pode ser encontrado para ser consumido puro, ou, combinado com outros nutrientes, caso das vitaminas.

A associação de colágeno com vitamina C, por exemplo, é ótima, porque a vitamina intensifica a produção de colágeno e da elastina, além de ser um antioxidante muito importante para garantir a firmeza da pele e melhorar o processo de cicatrização.

O mesmo acontece com as vitaminas A e B, que também têm a função de contribuírem para o aumento da absorção do colágeno pelo organismo.

 

Reforço de alerta

 

Muita atenção e cuidado porque além dos ingredientes que somam positivamente à fórmula é necessário se certificar se há a adição de carboidratos, açúcares ou corantes, porque o uso contínuo destas substâncias se torna prejudicial à saúde.

Os resultados com o uso do colágeno hidrolisado são mais eficazes quando o consumo do suplemento é feito todos os dias, de maneira contínua.

 

Consultar especialista

 

A recomendação principal é a de sempre conversar com especialista antes de iniciar o uso de qualquer complemento alimentar.

https://mybest-brazil.com.br/13308

 

A que hora tomar?

 

O melhor horário para tomar colágeno costuma ser à noite, logo após o jantar.

Segundo especialistas, os componentes têm melhor absorção neste período.

Importante se faz lembrar que alimentação balanceada é muito importante para ocorrer a efetividade do colágeno no organismo.

 

 

 

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco × um =

Categorias

Fique por dentro!

Seja avisado sempre que surgir conteúdo novo!

Últimos posts:

Veja também: