doenças causadas pelo álcool

5 doenças causadas pelo álcool

Conheça cinco doenças silenciosas causadas álcool e quais os sinais de alerta transmitidos pelo organismo.

Gastrite

A gastrite é uma inflamação que causa grande desconforto e dificuldade na alimentação e é a primeira das doenças silenciosas causadas pelo álcool que vamos explicar aqui.
O consumo de álcool, mesmo em pequenas quantidades, irrita a mucosa do estômago à medida que aumenta a quantidade de ácido no órgão. Isso pode provocar dor constante na parte superior do abdômen, e ainda é possível que outros sintomas como inchaço, vômitos, náuseas e diarreias estejam presentes. É válido lembrar que bebidas com menor teor alcoólico, como cerveja e vinho, aumentam os níveis de ácido do estômago e contribuem para o quadro da mesma forma que bebidas com teor maior.

Problemas circulatórios

O álcool é um depressor. Depressores afetam o sistema circulatório ao diminuir a função normal do cérebro e do coração. Isso pode resultar em efeitos a curto prazo, tais como pressão sanguínea diminuída, pulso diminuído e dificuldades para respirar. O abuso a longo prazo do álcool pode levar a sérios problemas, dentre eles o derrame e infarto. O derrame é para o cérebro o que o infarto é para o coração. Em ambas as situações uma artéria que irriga o órgão, levando nutrientes para ele, é obstruída, causando o sofrimento de suas células pela falta de oxigênio em um processo chamado isquemia, que pode levar a morte e a perda do tecido. Esse evento no cérebro é chamado acidente vascular cerebral (AVC) ou encefálico (AVE) e é a principal causa de morte no Brasil.
Quanto ao derrame, existem dois tipos; o isquêmico (a maioria dos casos) e o hemorrágico. Este último é causado pelo sangramento de uma artéria (normalmente uma artéria que tem uma porção dilatada, isto é, um aneurisma). O sangue preenche o espaço que recobre o tecido nervoso, aumentando a pressão sobre ele. Além do uso do álcool em excesso, o evento pode ser desencadeado por esforço físico e se manifesta subitamente com forte dor de cabeça, vômitos e sonolência, podendo levar ao desmaio.

Hepatite alcoólica

Considerada uma doença pré-cirrose, a hepatite alcoólica é um das doenças causadas pelo álcool. É definida como uma doença inflamatória e degenerativa do fígado. Ela geralmente se desenvolve em pessoas que consomem pelo menos 80g de álcool etílico ao dia, durante pelo menos cinco anos ou mais. A taxa de mortalidade da doença é estimada em até 13,5% nos casos leves e até 55% nas formas graves da doença.
Todos os alcoolistas podem desenvolver hepatite alcoólica, embora as mulheres sejam as mais suscetíveis. Entre os principais sintomas estão: náuseas, olhos e a pele amarelada, febre, perda do apetite, vômito com sangue e palidez.

Cirrose

Cirrose é uma condição médica em que o fígado deixa de funcionar corretamente devido a lesões prolongadas. Estas lesões são caracterizadas pela substituição do tecido normal do fígado por tecido fibroso. A doença desenvolve-se lentamente ao longo de meses ou anos. No início é comum que não se manifestem sintomas. À medida que a doença se vai agravando, a pessoa pode sentir-se cansada, fraca, com comichão, ter as pernas inchadas, desenvolver icterícia, ferir-se com facilidade, acumular líquido no abdômen ou surgirem angiomas estelares na pele. A acumulação de líquido no abdômen pode infetar de forma espontânea. Geralmente são necessárias mais do que duas ou três bebidas alcoólicas por dia ao longo de vários anos para se desenvolver cirrose alcoólica.

Demência

A Demência Alcoólica é, como o próprio nome sugere, uma forma de Demência provocada pelo consumo excessivo de álcool. Afeta a memória, aprendizagem e outras funções mentais. A síndrome de Korsakoff e a síndrome de Wernicke-Korsakoff são formas particulares de lesões cerebrais provocadas pelo álcool e que podem estar relacionadas com a Demência Alcoólica.
Qualquer pessoa que beba quantidades excessivas de álcool durante vários anos pode desenvolver Demência alcoólica. Esta atinge mais frequentemente homens com idades entre os 45 e 65 anos, com uma história longa de abuso de álcool, embora possa afetar homens e mulheres de qualquer idade. O risco aumenta consideravelmente nas pessoas que bebem regularmente quantidades elevadas de álcool.

Só um pouco pode?

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que para reduzir o risco de doenças silenciosas causadas pelo álcool, o consumo deve ser no máximo de duas bebidas padrão (que corresponde a 20 gr de álcool) por dia para os homens, e de uma bebida padrão (que corresponde a 10 gr de álcool) por dia para as mulheres, devendo em ambos os casos ser consumido no máximo cinco dias por semana.

Porém, enquanto defensores de uma vida saudável, a equipe ProSaúde recomenda a abstinência total desse fator intoxicante do organismo. Essas pequenas doses diárias podem até não oferecer riscos imediatos, porém, em longo prazo, tendem a desgastar o organismo e provocar graves doenças.

Além disso, as relações humanas também podem ser muito prejudicadas pelo álcool! Mantenha-se livre dessas toxinas!

Cuide da sua saúde! Se alimente bem e faça exercícios físicos regulamente! Viva mais e melhor!

Confira aqui o CERETOM A.A Produto que auxilia na luta contra o Alcoolismo!
Temos também o tratamento completo para o alcoolismo AQUI!

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

12 + quatro =

Categorias

Fique por dentro!

Seja avisado sempre que surgir conteúdo novo!

Últimos posts:

Veja também: